Propor campanhas de conscientização na empresa podem ser impactantes para a vida das pessoas e para o clima organizacional.


por Maíra Stanganelli / CMKT Leme | 13/9/2018

Campanhas de conscientização

Projetado pelo Freepik

▶ As campanhas de conscientização são importantes para levar para o ambiente laboral a reflexão sobre temas que ainda podem ser considerados tabus, especialmente relacionados à saúde. O outubro rosa, que estimula a prevenção ao câncer de mama é, por exemplo, uma campanha quase cultural em nosso país, uma ação de muito sucesso e que tem ajudado a prevenir a doença há mais de 20 anos.

No mesmo ritmo do mês de outubro, têm vindo com boa expressividade o setembro amarelo e o novembro azul. Ambas são campanhas que têm forte apelo emocional, pois focam em doenças que ainda são encaradas com algum preconceito por parte da sociedade.

O setembro amarelo é uma das campanhas mais recentes do Brasil, proposta pelo Centro de Valorização da Vida (CVV). O objetivo do setembro amarelo é propor um diálogo aberto e conscientizar as pessoas sobre as doenças mentais e o suicídio.

O novembro azul aborda ações de conscientização contra o câncer de próstata, o tipo mais comum desta doença entre os homens. A campanha estimula a realização do exame para a obtenção de um diagnóstico precoce, único meio de garantir a cura deste câncer. Para que isso seja possível, reduzir o preconceito que alguns homens têm com o exame é, também, um dos objetivos da campanha.


POR QUE FAZER CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO NA EMPRESA

Essas campanhas, e quaisquer outras propostas por grupos específicos e que visam à conscientização e o acesso à informação, servem para levar as pessoas a momentos de reflexão sobre os cuidados com a saúde mental e física, assim como, os impactos que a doença causa tanto na vida da pessoa afetada quanto na de seus parentes e amigos.

As empresas têm o dever de zelar pela saúde de seus empregados e, por isso, as campanhas de conscientização podem funcionar como gatilhos para iniciativas que gerem uma cultura de prevenção. Assim, as organizações não precisam hastear uma única bandeira ou promover ações todos os meses.

Podem ser desenvolvidos projetos que facilitem o acesso dos colaboradores às informações, tais como: palestras de sensibilização com especialistas, debates sobre as doenças, iniciativas que promovam a qualidade de vida no ambiente de trabalho, depoimentos de colegas de trabalho que superaram adversidades.

Apoiar campanhas de conscientização que têm a ver com a atividade de organização também é um meio de agregar valor à marca, promover o sentimento de orgulho nas pessoas que ali trabalham e, acima de tudo, fazer o bem à sociedade. ◼


SERVIÇO

Quais as responsabilidades do RH com o Compliance da organização

Diversidade e inclusão são temas que desafiam o RH

No Dia do Oceano, veja algumas boas ideias para implantar em sua organização



Licença Creative CommonsEste material está licenciado pela Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional. Permitida a reprodução do artigo desde que citada a fonte e/ou link. Contate-nos para autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em lemeconsultoria.com.br/faleconosco/.



Acompanhe em primeira mão as novidades da Leme Consultoria e receba notícias, materiais especiais, descontos em treinamentos e muito mais. Clique aqui e faça o seu cadastro!
COMPARTILHE:


Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Você pode usar HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Informe o Código de Segurança *