A América Latina tem que criar 40 milhões de empregos para absorver a população economicamente ativa até 2020, bem como intensificar a formalização da economia e elevar a produtividade, disse na terça-feira (5), Diretora para a América Latina e o Caribe da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Elizabeth Tinoco, no Fórum Econômico Político Laboral 2013, em Monterrey, no México.

“A região registrou progressos importantes, mas devem ser atendidos com urgência desafios relacionados com o mundo do trabalho”, disse a Diretora da OIT.

Tinoco destacou que a América Latina teve um ciclo de crescimento econômico positivo durante os últimos anos, o que foi fundamental para conseguir uma redução da taxa de desemprego urbano até níveis mínimos históricos de 6,4% na média regional.

Ao mesmo tempo, ela alertou que é necessário estar atento aos efeitos que poderia ter a crise internacional.

A representante da OIT disse que, além das taxas, é preciso enfrentar a qualidade desses postos de trabalho, a alta informalidade e a baixa produtividade como sendo “problemas endêmicos” para a região.

Fonte: Mercado Ético

FacebooktwitterredditpinterestlinkedinmailFacebooktwitterredditpinterestlinkedinmail