Instituições de ensino aproximam-se de empresas para preencher lacunas de formação.

Carência de mão de obra, retenção de talentos, afinamento de competências comportamentais, qualificação, construção de lideranças e absorção da quantidade de informações disponibilizada pelo mercado. Esses são os principais desafios que as empresas devem enfrentar em 2013. E é nesse cenário que cresce a presença de instituições voltadas para educação corporativa nas áreas de recursos humanos. O intuito é fomentar conhecimento, disseminar melhores práticas, qualificar funcionários e ajudar as empresas a crescer. Com as mudanças rápidas e significativas do mercado de trabalho, o papel dos programas de formação executiva na superação dos desafios das companhias tem ganhado cada vez mais destaque. Primeiro porque o entrave da falta de profissionais qualificados ainda não foi superado e as companhias já tomaram para si a tarefa de formar dentro de casa. Segundo porque, sozinhas, as empresas não conseguem capacitar a mão de obra necessária para atender suas necessidades.

Fonte:Revista Melhor Gestão de Pessoas, nº 302, 2013.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail